A fibrose cística é uma doença que exige diversos cuidados, pois pode gerar efeitos em diferentes órgãos e sistemas. Para realizarmos todos os nossos sonhos, é preciso que o nosso corpo esteja saudável para acompanhar todos os desejos e lutas no caminho da nossa vida. Isso só é possível ao seguir uma rotina de tratamento eficaz e multidisciplinar, cuidando de cada pequena parte com atenção e dedicação.

Cada pessoa cria uma rotina que melhor se adapte aos seus objetivos, desafios e obrigações. Você pode não perceber, mas acordar, tomar um banho e fazer um café preto com um pão recheado com queijo e presunto já é um exemplo de rotina realizada por muitas pessoas.

De modo geral, a rotina de tratamento de uma pessoa com fibrose cística consiste nos seguintes passos:

-ao acordar, broncodilatador para abrir as vias aéreas e escovar os dentes para limpar os resquícios de medicação

-inalação com dornase alfa ou salina hipertônica, substâncias que auxiliam na remoção do muco, pela manhã e à noite

-Após o tempo de ação da inalação, é a hora de realizar manobras de fisioterapia recomendadas pelo profissional de saúde. Essa etapa também é feita duas vezes por dia;

-se estiver em ciclo de antibióticos, ele é inalado nesse momento, pois, com os pulmões mais limpos após a fisioterapia, o antibiótico irá agir melhor. Conforme recomendado pelo laboratório fabricante, geralmente a inalação de antibióticos é feita duas vezes ao dia;

-refeições geralmente hipercalóricas e hiperproteicas - ou seja, muita caloria e muita proteína também -, acompanhadas de enzimas digestivas em quase todos os casos;

-atividade física com intensidade de acordo com o proposto pelo educador físico e respeitando o bem estar diário;

-suplementação de vitaminas com multipolivitamínicos específicos para a fibrose cística.

 

Além do tratamento para a FC, existem ainda possíveis outras doenças ao longo do percurso, como diabetes, osteoporose, ansiedade e problemas no fígado. Tratar essas outras partes do corpo é tão importante quanto a faxina diária nos pulmões, pois também são parte da nossa saúde e do nosso bem estar físico.

Essa rotina é variável e se adapta a cada indivíduo e a cada fase da vida. O importante é ter sempre em mente que, com o trabalho conjunto de diferentes profissionais de saúde, é mais fácil chegarmos ao patamar de qualidade de vida que toda pessoa deseja.

O que é possível fazer entre os intervalos das fisioterapias e inalações? Viver. Ler um bom livro, brincar, trabalhar, estudar, beijar quem se ama, dormir, comer uma boa comida. Tudo cabe entre esses intervalos diários e repetitivos. A vida é feita do que fazemos dela. Vamos fazer o melhor possível.